11 de mar de 2010

Crenças e Atitudes




Saudações meus caros leitores.
Mais uma noite aqui me encontro para filosofar sobre a tão falada vida.
Recentemente vivenciei algo complicado de se lidar, cujo qual envolvia crenças opostas a minha. Eu sempre valorizei tudo que existe, cada fragmento de sabedoria que existe mesclado na alma das pessoas, adoro essas infinitas personalidades, atitudes e crenças. Porém, poucos conseguem respeitar as crenças opostas.
Sempre falo que cada pessoa existente é um mundo. E que para que possamos adentrar no mundo de cada pessoa devemos primeiro conhecer nosso próprio mundo.
Vejo tantas guerras religiosas, onde cada um acredita que seu "deus" é melhor do que o "deus" dos outros. Isso eu rotulo de egoísmo e ignorância.
Acreditar, ter esperanças, ter fé é algo maravilhoso. Todos acreditamos em algo, nem que for em nós mesmos, mas acreditamos. Quando acreditamos em algo ou em si próprio, uma onda de energia vibra, pulsa e faz acontecer o que tanto desejamos. Para que algo se torne possível, primeiramente se faz necessário acreditar, e em seguida agir.
Ao invés da grande massa da humanidade gastar suas energias em coisas boas, bons pensamentos, otimismo e força de vontade. Apenas vejo essas pessoas gastarem suas energias com críticas, julgamentos, fúria, mágoas, inveja e por assim vai a lista enorme de coisas fúteis e ruins.
Vejo muitas pessoas apontando o dedo na face do seu próximo, dizendo que é errado acreditar por um exemplo na cura pelas mãos (Reiki). "Que devemos apenas acreditar em Cristo" ¬¬
Gente! Todos temos o direito de acreditar no que acharmos certo acreditarmos!
Muitos olham para mim e dizem: "Você caiu nas mãos do demônio, pois você está estudando sobre ele, você está obtendo conhecimento e isso é pecado." E uma série de absurdos por aí.
A religião ja matou milhares de pessoas, só porque não respeitaram o livre arbítrio de seus "fiéis". Só pegar um livro de história e lá estará esses massacres.
E então lanço uma pergunta quando vejo isso, e quem me ouve se espanta: Ok. Esse é seu "deus"? Um deus que castiga, que mata milhares de pessoas, que faz passar fome e miséria, que controla sua vida feito fantoche, que é cheio de punições de chegar a sangrar. Seu "deus" é isso? Sofrimento? Ual! Mas vos digo, meu deus é amor, paz, tranquilidade, e eu o intitulei de FORÇA DIVINA, ENERGIA CÓSMICA que HABITA em cada ser vivente! Simplesmente é a energia de viver, e digo mais. TODOS NÓS temos uma divindade dentro de nós, e tudo é bem simples: Causa e Efeito. Se você praticar uma causa, terá um efeito semelhante. Se você praticar um ato, haverá uma consequência. Se você jogar uma bolinha na parede, ela vai voltar pra você. Se sua vida ta uma desgraça, é sinal de que você plantou desgraças lá trás e hoje está colhendo.
Oh sim. Uma dura realidade.
E como resolver? Plantando coisas boas! Essa é a atitude mais bela que tem> Plantar coisas boas, cultivar bons pensamentos para você e para seu próximo, respeitar a opinião oposta.
Porque digo respeitar as crenças de cada um? Pelo simples fato de que cada um está aprendendo num tempo diferente, cada pessoa tem seu tempo, tem um caminho para percorrer e aprender. São coisas necessárias. Um dia você também foi como aquela pessoa, hoje pode ser que não mais, e aquela pessoa poderá chegar um dia no mesmo nível que você. Mesmo grau de entendimento.
Como diz um velho ditado: "O Mundo gira". É verdade, sempre existirá aqueles que ja tem um nível superior de conhecimento que você e também aquele que estará num nível inferior que você, então, vamos melhorar nossas atitudes, para que também possamos ter um pouco de paz.
Seja diferente, seja você mesmo só então verás um leque se abrir para você repleto de caminhos incríveis do que esse que a coletividade segue.
Pense nisso.
LunA

Um comentário:

  1. Muito bom o texto Luna,eu sempre penso sobre estas questões religiosas... Todos deveríamos respeitas a opinião alheia,seria muito mais fácil... ^^

    Bjin! x*

    ResponderExcluir

Receba em seu Email os novos Posts publicados aqui

Postagens Mais Procuradas